ANDREIA QUELHAS LIMA

Nasceu em 1976, Porto.
Licenciada em Escultura pela FBAUP.
Frequenta o AR.CO, Fotografia.

2003, conclui curso de joalharia na escola de joalharia contemporânea, Engenho e Arte no Porto.
1999/2000, conclui cursos intensivos de Fotografia, Escultura, Joalharia e Gravura no Instituto Superior de Arte e Cultura “Lorenzo de Medeci”, Florença, Itália.
Faz duas exposições individuais em 2001, uma de fotografia "Lugares sem tempo" e outra de escultura "Whose Land is this?"
No que diz respeito a mostras colectivas, em 2005 representou a AR.CO na “Mundo dos sonhos”, no Instituto Franco-Português, participou na 8ª Bienal de artes Plásticas do Montijo, Prémio Vespeira, na 2ª Bienal de Artes Plásticas de Mafra. No ano anterior expõe na "A Loja do Lopes", Armazém 7 e em 2003 na 8ª Bienal de Fotografia de Vila Franca de Xira, Catálogo. Expôs igualmente com obras de Joalharia, na Lorenzo de Medici, Florença, Itália e de Escultura, na Galeria Via Larga, Floreça Itália. É responsável pela Escultura para o campo de Golfe do empreendimento Vila Sol, Algarve. Destacam-se ainda as publicações:

“Joalharia”, por Andreia Quelhas Lima, na XIS, em 2003, “Águas Furtadas”, JUP, Ilustração, 2001e “Interpretazioni”, livro de gravuras, 2000.